SINTOMAS DO INFARTO

 

A dor no peito é um dos sintomas mais preocupantes na cardiologia. A boa notícia é que nem toda dor torácica significa infarto ou problema cardíaco! Saiba aqui alguns sintomas que podem ajudar na hora de saber se aquela sensação de incômodo no peito é de origem cardíaca ou não:

– Dor em pressão: geralmente a dor do infarto apresenta-se como uma sensação de aperto ou peso no centro do tórax, em uma região chamada precórdio. Podendo surgir inclusive durante o repouso.

–  Irradiação para o membro superior esquerdo, região cervical e submandibular também são características clássicas.

– Sensação de náuseas, falta de ar, vômitos e tontura também podem fazer parte da apresentação inicial do infarto.

– Dores que geralmente aliviam ou pioram com mudanças posicionais falam mais a favor de sintomas de origem osteomuscular.

Lembrando que estes são sintomas considerados clássicos. Em setores de pronto-socorro nos deparamos também com quadros atípicos, descritos por vezes, como apenas uma “sensação de queimação no estômago”, sobretudo em pacientes diabéticos. Sendo primordial a procura de serviços de emergência médica, uma vez aventada a possibilidade de origem cardiológica dos sintomas

 

DR DECARTHON VITOR

Médico graduado em 2013, com posterior residência médica em Clínica Médica (02 anos) em Hospital de Alta Complexidade Dr.Carlos Macieira. Tendo focado sua atuação nas áreas de Emergência Médica e Terapia Intensiva. Realizou em seguida residência médica em Cardiologia no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, referência nacional e internacional no tratamento de doenças cardiovasculares e pesquisas na área, sendo o Instituto vinculado a Universidade de São Paulo (USP), para fins de ensino e pesquisa. Realizou subespecialização em Arritmologia Clínica no mesmo Instituto. Atualmente se dedica a atendimentos ambulatoriais em consultório particular, laudos de exames cardiológicos, pesquisa e ensino. Possui produção bibliográfica de capítulos em livros técnicos voltados para médicos e estudantes de medicina. Assim como pesquisas, tendo já recebido premiação no Congresso Brasileiro de Cardiologia, por trabalho na área de hipercolesterolemia. Atua ainda como cardiologista nos setores de Emergências Cardiovasculares e Tele-Eletrocardiografia do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia